Quando meus olhos vibram

29 jul

Sob o título UnNatural, Yumi abre sua exposição na galeria Acervo da Choque, em 14 de agosto. No mesmo dia, Titi Freak, seu marido, inaugura a exposição SEMPRE, na Choque Cultural. Embora a estética de seus trabalhos seja distinta, o casal se baseou na coincidência de comemorarem aniversário no mesmo dia para apresentarem trabalhos inéditos. As galerias vão contar com traslado entre si no dia da abertura para o público.

Titi Freak é um dos artistas mais reconhecidos da Choque Cultural e teve papel relevante na construção da identidade da arte pop contemporânea brasileira. Assina a exposição SEMPRE – termo característico em suas pinturas até hoje – e afirma que seus trabalhos inéditos mostram os sentimentos e as sensações que todo individuo tem; momentos e pensamentos particulares. “É como um alerta para que entendamos os presentes da vida, como a continuidade de um sonho, acreditar e aprender mais, para sermos sempre fortes e felizes”, conta o artista.

Trata-se de uma individual que ocupa os três andares da galeria de Pinheiros com trabalhos de grandes dimensões, que é onde o artista consegue revelar sua capacidade de exibir detalhes. Nela, Titi Freak se firma como pintor e aposta na riqueza de cores, de contrastes e marca seu rumo ao teor mais abstrato de retratos e peixes, complementados por grafismos altamente geométricos. Suas obras usam de madeira e chapas de zinco como suporte para painéis que chegam a medir 3 x 1,8 metros. O artista também utiliza as paredes da galeria para suas intervenções, buscando integrar-se à arquitetura do espaço.

Titi acredita que o público vai notar a diferença entre seus trabalhos anteriores, desde o conceito até a estética, bem como no layout da exposição. “Tenho gostado de trabalhar em grandes dimensões com mais liberdade para criar e detalhar minhas pinturas de forma mais natural e profunda”, relata. Ele cria texturas, inclusive, usando espátulas e brincando com o efeito do spray e dos traços afinados que consegue produzir com a utilização de fita crepe.

Já Yumi apresenta obras inéditas e continua sua abordagem dos animais como fonte de alimentação, mas não tem ligação com qualquer comportamento vegetariano. Ela está mais interessada em discutir essas sensações conflitantes contidas no processo do sacrifício, num misto de sutil cromatismo e atmosfera lírica que motiva o observador a enxergar sua obra com mais profundidade.

Em sua primeira individual – recentemente participou da mostra Coletiva na Choque Cultural, Yumi mostra grandes trabalhos diferentes das pequenas telas em madeira vistas anteriormente. “Resolvi ousar mais e atuar com contrastes”, conta a brasileira descendente de japoneses.

Usando papel canson, apresenta ilustrações em cores mais fortes por meio de tinta óleo e acrílica, além de um pouco de colagem. Também aplica essas cores vivas em painéis de madeira em que trabalha com o processo de desgaste e raspagem da superfície, num misto de expressão gestual e um “quase-realismo”. O público poderá conferir um grande painel de 2 x 1,5 metros e outros de 1 x 1,5 metros e 1 x 0.8 metro.

Yumi

Yumi Takatsuka nasceu e vive, atualmente, no Brasil mas foi criada em Osaka. Fez exposições no Japão e participou da mostra Himegoto, na Choque Cultural, em 2006. Sua grande inspiração são os animais ligados à alimentação.

Titi Freak

Hamilton Yokota aka Titi Freak nasceu em 1974. É paulista de ascendência nipônica e mistura o espírito espontâneo dos brasileiros à estética disciplinada dos japoneses. Deixa-se influenciar pelo imaginário da moda, dos quadrinhos e mangás, da low brow art e da cultura japonesa em geral, mas também presta atenção em Matisse, Picasso e Portinari. Na verdade, o artista aproveita muito bem as diferenças de linguagem, escala e tratamento que imprime às suas obras, na intenção de envolver a audiência e provocar fortes emoções.

Depois de três meses no Japão, Titi voltou ao Brasil para a exposição AmorInsistente, na galeria Acervo da Choque, em 2009. Depois disso, ganhou reconhecimento em todo o país por participar da exposição De dentro para fora/ De fora para dentro, que levou cerca de 130 mil pessoas ao MASP. Também presente em diversas exposições internacionais, sua projeção o levou a participar de mostras no Canadá, Estados Unidos, Inglaterra, Japão e outros países.

UnNatural por Yumi @ Acervo da Choque

Abertura: 14 de agosto, das 16h às 20h

De 14 de agosto a 2 de outubro

Rua Medeiros de Albuquerque, 250, Vila Madalena, São Paulo

Telefone (11) 3061-4051

www.choquecultural.com.br

galeria@choquecultural.com.br

Sábado, das 13h às 18h, entrada livre

Grátis

Livre

SEMPRE por Titi Freak @ Choque Cultural

Abertura: 14 de agosto, das 16h às 20h

De 14 de agosto a 2 de outubro

Rua João Moura, 997, Pinheiros, São Paulo

Telefone: (11) 3061-4051

www.choquecultural.com.br

galeria@choquecultural.com.br

Terça-feira a sábado, das 12h às 19h

Grátis

Livre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: