O problema chamado ZARA

17 ago

Tudo o que passa na TV e é contra os parâmetros da sociedade, como um todo, se espalha rapidamente na mídia e na na boca do povo. Ainda mais com o auge das redes sociais: facebook e twitter. E o pro-ble-mão da vez se chama: ZARA! Sim, aquela mega loja de fast fashion encontrada nos principais shoppings do país, com preços acessíveis e quando entra em liquidação você se endivida toda para sair de lá com 2 sacolas, pelo menos. A mesma, por conta da recente operação do Ministério Público, foi alvo de trabalho escravo na cadeia produtiva da marca. Cerca de 16 pessoas, incluindo um jovem de 14 anos, foram encontradas em condições análogas à escravidão na capital paulista.

Em nota, a Zara assume o que aconteceu, comunica que “Tal fato representa uma grave infração de acordo com o Código de Conduta para Fabricantes e Oficinas Externas da Inditex, assumido por este fabricante contratualmente” , diz que vai cobrar do fornecedor responsável que regularize a situação imediatamente.

O mesmo ocorreu com GAP, outra empresa do setor têxtil que, em 2007, também foi para as páginas de´notícias dos jornais por ter sido encontrado trabalho escravo em sua cadeia produtiva.

O que nós queremos saber é:

Qual o seu posicionamento em relação à ZARA neste momento? E se isso afeta a sua relação de compras e de amor com a loja?

Anúncios

Uma resposta to “O problema chamado ZARA”

  1. Tatiana Barboza 17 de agosto de 2011 às 23:44 #

    A verdade é que só quem está dentro da situação é que tem como saber o que é verdade, o que é exagero, o que é campanha difamatória… Falam a mesma coisa da Nike e de tantas outras lojas por aí. Cabe lembrar que, de fato, muitas grandes lojas da moda utilizam empresas terceirizadas para encomendas de roupas, portanto existe a possibilidade realmente de não ser de conhecimento da diretoria da Zara o problema da utilização de trabalho nas condições mencionadas. Não temos como saber a verdade. De qualquer maneira qualquer bom publicitário e profissional de marketing sabe que essa notícia vai afetar o consumo da marca. Fato! A única coisa que posso dizer é que desejo que os responsáveis, os reais responsáveis, pelos fatos tristes e chocantes que ficamos sabendo sejam punidos severamente e que as pessoas que estavam trabalhando nas terríveis condições que foram mostradas obtenham justiça, liberdade e um emprego digno de qualquer ser humano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: